Prefeitura de Itu e CIS iniciam trabalho de fiscalização de ligações de esgoto nos imóveis de Itu na segunda quinzena de novembro

10 NOV 2018
10 de Novembro de 2018

Medida visa regularizar tubulações de água de chuva ligadas de forma clandestina nas redes de esgoto e vice-versa. Desta forma, a autarquia espera reduzir vazamentos de esgoto na cidade e poluição de mananciais.

Com a chegada do período de chuvas, alguns pontos de Itu registram mais problemas de entupimento e vazamento de esgoto. Para redução de danos, a Prefeitura de Itu e a CIS - Companhia Ituana de Saneamento iniciam na segunda quinzena de novembro a conscientização de moradores e a fiscalização de ligações de esgoto nos imóveis da cidade. O objetivo da ação é eliminar tubulações de água de chuva ligadas clandestinamente nas redes de esgoto do município.

"Água de chuva não é esgoto. No entanto, alguns imóveis de Itu fazem o despejo de esgoto na rede de água pluvial, que pode causar poluição de mananciais. Ou o caminho inverso: despejam água pluvial na rede de esgoto.  A prática causa danos graves às tubulações de esgoto da cidade, que não resistem ao aumento de vazão com as chuvas. Como consequência, os casos de estouro nas redes, vazamentos e obstruções aumentam neste período", explica o superintendente da CIS, Vincent Menu que ainda destaca o Decreto Estadual 5.916/75, artigo 13, que diz ser expressamente proibida à introdução direta ou indireta de águas pluviais nos ramais de esgotos sanitários.

"Estamos atentos a esta situação. Por isso, firmamos parceria com o departamento de fiscalização da Prefeitura para visitação de imóveis. Os fiscais vão identificar eventuais irregularidades e orientar a população sobre a importância de fazer ligações independentes: uma para o esgoto e outra apenas para a água da chuva com destino para as guias das calçadas", pontua Menu. 

De acordo com o superintendente da CIS, a fiscalização começará no Portal do Éden, City Castelo e Village Castelo - bairros que registraram aumento de quase 80% em problemas na rede de esgoto desde a segunda quinzena de agosto. "Os locais que não estiverem em acordo com a legislação terão o prazo de 30 dias para adequação, podendo ser ampliado mediante solicitação do munícipe e análise do setor de engenharia da CIS. Salientando que os proprietários de imóveis irregulares estão cometendo uma infração grave e estão passíveis de multa", conclui.

Óleo e lixo no  esgoto - Outra medida já adotada pela CIS para preservar a rede de esgoto da cidade foi estabelecer uma parceria com a COMAREI - Cooperativa de Materiais Recicláveis de Itu para divulgar mais amplamente as suas atividades de coleta de óleo e itens recicláveis. Desde a primeira quinzena de outubro foi intensificada a divulgação de informações e a conscientização da população. Com isso, a autarquia municipal esperam reduzir entupimentos na rede coletora de esgoto causados no sistema pelo descarte inadequado de óleo de cozinha e objetos diversos.

Voltar


Todos os direitos reservados à  Radio Nova Fm

Rádio Nova Fm - Um novo tempo está no ar
 (11) 4019-7572 e (11) 9 4478-1059- whatsApp