O pastor Irineu Vital gravou um vídeo nesta semana, agradecendo a Assembleia de Deus do Mato Grosso e também seus amigos pastores e cristãos que oraram pela sua vida.

 Ele contou que estava dormindo quando o criminoso arrombou a sua casa, entrou no seu quarto e o apunhalou com 17 facadas, sua esposa também foi atingida com uma facada no braço profunda.

 “Ele saiu rasgando o braço dela [esposa], tivemos no corpo mais de 50 ou 70 pontos, ele atingiu então o braço, abriu toda essa cavidade, dentro no osso cortou a veia, tendões, nervos, cortou as duas veias principais. Eu perdi muitíssimo sangue, o médico teve que me entubar”, contou o pastor.

  Segundo o médico era impossível ele sobreviver, “mas não na lógica de Deus”, afirmou o pastor. A mão dele também foi atingida e também outras partes do corpo.

 Para Vital, ele só sobreviveu por causa da oração do Mato Grosso, várias pessoas espalhadas pelo Brasil, e várias igrejas que também intercederam pela sua recuperação, inclusive a Assembleia de Deus, sua denominação.

 O genro estava na casa do pastor quando o fato aconteceu e foi ele quem conseguiu parar o infrator, atirando contra ele duas vezes quando foi atirar mais uma vez, Vital impediu que seu genro o matasse e disse para não fazê-lo.

“Meu genro ‘desferiu’ um projétil contra ele, para me aliviar. Se meu genro não tivesse [atirado] ele teria me matado com certeza. Eu e minha esposa. Aí na hora ele ‘desferiu’ um outro projétil, eu disse para ele que não fizesse isso. Meu genro pediu permissão e eu falei: ‘Não faz isso não, eu sou pastor’”, disse.

Deixe seu Comentário